NEWS!

19 março 2013

Dieta Sem Sofrer: Um pouco mais sobre a minha história com a diabetes

Bom dia leitores Fitness,

Antes de ontem foi meu aniversário, recebi tantas mensagens bonitas de pessoas me dando a maior força para continuar nessa luta e superação diária. Em outro post já contei um pouco da minha história, mas muitos  ainda tem curiosidades sobre detalhes do meu tratamento do Diabetes tipo1. O que irei contar abaixo serve para qualquer tipo de tratamento, pois a essência é o FOCO e DEDICAÇÃO.


No dia em que eu descobri o Diabétes, a médica primeiramente me explicou rapidamente como seria o meu dia-a-dia com as aplicações da insulina e me sugeriu um tratamento com medula óssea que é feita em São José do Rio Preto. É uma técnica ainda estudada pelo doutor Coury, até foi assunto do Globo Repórter na última sexta e apareceu a entrevista desse médico e um rapaz que  tratou lá e está livre da insulina a alguns anos, mas não foram todas as pessoas submetidos ao tratamento que tiveram sucesso como ele. Para se enquadrar ao perfil dos cobaias, o diabético tem que ter sido diagnostica com até 6 semanas e antes eles aceitavam jovens a partir de 15 anos. Confesso que em nenhum momento eu queria isso, pois é muito arriscado, passa-se por seções de quimioterapia e o sistema imunológico é todo reconstruído. Quando entramos em contato com esse médico descobrimos que ele estava pegando agora somente maiores de 18 anos (para minha alegria).


A segunda alternativa era eu seguir tratamento básico, que era as aplicações diárias de insulinas, dieta e exercícios físicos. Eu falando assim parece fácil né? Mas não é, só quem passa na pele sabe o quanto é complicado você ter que mudar sua vida TOTALMENTE do dia pra noite, pois é bem isso o que aconteceu. Eu era sedentária, comia de tudo, nem me importava com vida saudável. Até pensava  em mudar meu estilo de vida, mas nunca tive incentivo e vontade de verdade para fazer isso.

Conheci e fiquei sabendo de muuuitas histórias de diabéticos que se revoltaram, não aceitavam a doença, queriam comer doces, gorduras... E o resultado era o descontrole da glicemia e as complicações que horríveis. Nos primeiros dias do diagnóstico procurei me informar ao máximo daquilo que eu sabia que teria que conviver para o resto da minha vida e tomei uma decisão: “Já que é assim, a vida me trouxe isso. Então serei a diabética mais saudável que existe.”

Garanto com todas as letras de que o EMOCIONAL é um fator muito importante no tratamento, na minha rotina sempre reparava que qualquer estresse, emoção,alterava minha glicemia; quem não reparou ainda, passe  a medir. Foi ai que iniciei acupuntura para relaxar e e segundo o médico, as agulhas na região do pâncreas servem para estimulá-lo a produzir insulina. Junto da acupuntura meu médico passou reposição de VITAMINA D que já foi comprovado por estudos, de que ela auxilia o controle do diabétes e também foi capa da revista Veja a pouco tempo, reforçando essas informações. Tomei mais um remédio para diabéticos tipo2 (fazendo teste, sem nem saber se daria certo comigo) e o resultado foi que em 2 meses de 100% dedicação eu fui diminuindo as doses de insulina, até que tive que tirar totalmente pois estava tendo muita hipoglicemia(pouco açúcar no sangue).


Depois dessa benção na minha vida, meu cuidado é dobrado porque não quero de forma alguma ter que voltar a aplicar insulinas,continuo com os remédios,cuidados diários e assim estou levando minha vida. Todos os dias ao acordar meço minha glicemia e agradeço a Deus por acordar sempre na faixa de 80mg/dl medida de uma pessoa normal. Meu pâncreas está funcionando cada vez melhor e volto a repetir: meu sucesso é minha dedicação! Hoje quem me acompanha no meu insta @dietasemsofrer e página no facebook, sabe o quanto meu cuidado com o corpo se tornou um prazer, malhar e ver meus resultados e evoluções me motiva a continuar cada vez mais.

Não importa o que você tenha, se dedique porque ninguém pode cuidar de você, ninguém te ama mais que você. Faça isso e terá sempre uma vida mais saudável, leve e feliz.

Beijos, Bárbara Mamede

*fotos: reprodução Google


2 comentários:

  1. Bárbara, parabéns pela sua dedicação e vontade de viver de forma saudável, certamente é um exemplo para todos nós.

    ResponderExcluir
  2. Bárbara hj vc não toma mais nenhuma insulina? pergunto porque tenho um filho c diabetes tipo 1.
    Te acompanho no insta sou a @gracinda11.
    Bjss.

    ResponderExcluir